Cura Interior Dini Rada

O Poder do Perdão e a Cura Interior

Hoje vamos falar sobre o poder do perdão e a cura interior, a cura da alma.

Perdoar aos outros e perdoar a si mesmo é absolutamente essencial se desejamos progredir espiritualmente e nos unirmos à fonte divina.

Todos nós ouvimos falar ao longo das nossas vidas sobre o poder do perdão, mas sabemos exatamente o que é e como alcançá-lo?

o poder do perdão na cura interior

Decerto o perdão é uma escolha e repudiar o perdão é escolher permanecer com dor. Lembre-se, você sempre tem escolha.

O perdão é benéfico especialmente para você, não para o outro.

A pessoa que você se recusa a perdoar. . . possui você!

Você tem toda a sua energia investida em sua raiva e ressentimento, quando você poderia usá-la para criar coisas maravilhosas para si mesmo.

Em vez disso, você está deixando a outra pessoa te manter como refém.

Que tal se teu companheiro tiver um caso?

Você ainda pode escolher perdoar. Você também pode deixá-lo.

Embora, só porque você escolhe perdoar, não significa que você tenha que permanecer no relacionamento.

Isso é apenas e sempre a sua escolha. A escolha de perdoar é única e sempre sua.

O Poder do Perdão Está à Seu Dispor

Diz o ditado popular que “errar é humano, perdoar é divino.”

Por que é divino? Porque quando você perdoa, você dá um passo para mais perto de Deus.

Então vamos falar sobre o que acontece quando alguém faz algo errado.

A princípio, você se sente irritado, traído, insultado, magoado, etc.

Posteriormente, você quer parar de se sentir assim, então você olha para fora, para a pessoa que lhe causou essa dor.

Você quer gritar com eles, insultá-los de volta, causar-lhes o mesmo tipo de dor que eles lhe causaram.

Em outras palavras, vingança.

Esta é uma reação normal quando você está ferido.

Uma vez que você se moveu além do sentimento inicial, você pode (e eu digo, pode) considerar o conceito de perdoar essa pessoa.

Você pode começar a ouvir um diálogo em sua cabeça com perguntas como:  “Por que eu deveria perdoá-lo?””Como eu posso perdoá-lo por fazer isso?”

Quando você guarda rancor e não perdoa, a dor apenas fica lá.  Como um ácido. Queimando o seu caminho em todos os aspectos da sua vida.

Guardar rancor, ficar com raiva é como “beber veneno e esperar que a outra pessoa morra”.

Quando você se sentir magoado por algo, perdoe, você está fazendo isso por si mesmo, descubra o poder do perdão para sua cura interior.

Se eles nunca vierem até você e pedirem perdão, então essa é a escolha deles.  Eles não precisam ser perdoados; é você quem precisa perdoar.

O Poder do Perdão: Primeiros Passos

Primeiramente, há algumas coisas que você precisa saber sobre como isso aconteceu.

Por ‘isso’, quero dizer a dor.

Em relação à dor, tenho boas notícias e tenho más notícias.

A notícia é: você é responsável pela dor.  Esta é uma boa notícia e uma má notícia.

É uma má notícia porque você é parte da dor e a dor só entra porque há um lugar dentro de você que a convidou para entrar.

É uma boa notícia, porque se você deixar a dor entrar, então a dor é parte de você – SUA – e … você só pode mudar as coisas que são parte de você.

Você não pode mudar outras pessoas – você só pode mudar a si mesmo.

Então, se é parte de você, transforme-a!

A dor entra porque há, por falta de um termo melhor, um ‘botão’ que é pressionado.

É como estar no elevador.

O elevador tem um zilhão de andares e botões para todos eles. Quando o botão é pressionado, ele permite que você entre nesse andar.

O mesmo acontece com a dor, quando alguém vê, em algum nível, que o botão existe, é fácil zerá-lo, pressioná-lo e simplesmente entrar.

A dor não iria entrar se o botão não estivesse lá.

O insulto, a mágoa, etc. não teriam lugar para ir e passariam direto.

Isso também é verdade quando você faz algo pelo qual não pode se perdoar.

Você tem outro botão dentro de você que lhe diz que você é ruim ou que você não é bom o suficiente e que você merece que qualquer coisa ruim que aconteça com você.

Botões como esses são o que permite que você não goste de si mesmo.

Cura Interior: É possível que TUDO seja perdoado!

Agora que sabemos como a dor chegou, vamos falar sobre como soltar isso, deixar ir.

Quando perdoar, você deve se lembrar que uma vez que você tenha perdoado algo ou alguém, você sempre desiste de qualquer direito de vingança.

Isso significa que você desistiu de segurá-lo.

Você não pode trazê-lo mais tarde, jogá-lo na cara de alguém ou usá-lo como moeda de barganha em qualquer outra comunicação.

o poder do perdão e a cura interior

O Poder do Perdão Ajuda Você a Seguir em Frente

Ninguém se beneficia mais do perdão do que aquele que perdoa!

Realmente há o poder do perdão e este está relacionado à cura interior, à cura da alma.

Quando você pensa em perdoar, há algumas coisas para lembrar que podem ajudar.

O primeiro é aquele que mencionamos anteriormente: Que a dor só está lá porque você deixa entrar.

A segunda coisa a lembrar é: As pessoas geralmente não são CONTRA você, mas apenas são PARA si mesmas, ou seja, geralmente as questões não é sobre você e sim acerca delas (as outras pessoas) mesmas.

O terceiro é provavelmente o ponto mais importante em termos de deixar ir as coisas intelectualmente: As pessoas reagem, comportam-se, fazem coisas, como consequência da própria dor.

Este último pode ser realmente útil para lembrar quando algo acontece com você ou quando você faz algo para causar dor à outra pessoa.

Todo mundo tem dor.

A maioria das pessoas não tem consciência disso e geralmente não sabem o que fazer com isso.

Certamente não é pessoal. Mesmo quando parece completamente pessoal, e dizem que é sobre você e que isso só está acontecendo com você, provavelmente não é.

O que quero dizer com isso é que, se essa outra pessoa não tivesse botões para pressionar, a dor não teria sido capaz de entrar.

Pode ser verdade que você tenha pressionado seus botões, mas você o fez por sua própria dor.

Seu trabalho então se torna liberar sua própria dor para que você não a sinta e não a inflija aos outros.

Liberte sua dor, busque a cura interior, e você não terá necessidade de causar qualquer dor aos outros.

Cura Interior: Como Se Livrar da Dor

o poder do perdão

Existem diferentes técnicas para liberar e perdoar e vamos falar sobre várias delas agora.

A primeira técnica é um exercício de conscientização.

1. Pense um pouco no que te deu dor.

Foram palavras ditas, ações feitas, algo não dito, não feito, não sentido, o que?

Qual foi o gatilho?

2. Em seguida, pergunte-se por que isso causa dor.

Sua confiança foi traída? Você foi rejeitado em algum nível? Suas esperanças foram frustradas?

Pense em como essa dor se manifesta.

3. Pense um pouco ou deixe seus sentimentos irem em direção à pessoa que ‘fez’ isso.

De onde estava vindo? Quais botões foram pressionados? Por que isso aconteceu?

4. Coloque-se no lugar dessa pessoa.

Você já fez algo assim? Você poderia imaginar, dado o que você sabe da sua experiência de vida, alguma vez fazendo algo semelhante?

Você pode talvez entender um pouco dessas ações?

Você já cortou alguém na estrada?

Você já falou sem pensar ou disse algo que saiu sem querer?

5. Pergunte a si mesmo qual foi o seu papel na situação.

Você estava agindo com um pouco da sua própria dor?

Houve algo que você disse ou fez que talvez tenha causado dor à outra pessoa?

Você teria feito algo diferente se soubesse o resultado?

6. Assuma a responsabilidade pelo seu próprio papel.

Você precisa se desculpar? Você pode se perdoar?

Sente-se, feche os olhos e imagine uma bolha de sabão à sua frente.

Coloque toda a sua dor na bolha e a deixe flutuar.

Quando estiver fora de sua área imediata, estale-a.

7. Peça a Deus para ajudá-lo.

o poder do perdão e a cura interior

Convide Deus a brilhar uma luz dourada de perdão sobre você e os outros envolvidos.

O poder do Perdão: Segunda Técnica

A seguir a Segunda Técnica que lhe recomendo:

Se você está tendo problemas para perdoar alguém, tente o seguinte exercício.

Medite sobre a situação, sobre a pessoa a quem você deseja perdoar e visualize-o em sua frente de você.

Explique por que você está chateado, em seguida, diga-lhe que você o perdoa.

Observe a reação dele(s).

Faça esse exercício até que você possa sentir o alívio de ter liberado o seu perdão para essa pessoa.

E lembre-se que o maior beneficiário não são eles, mas sim VOCÊ.

Cada vez que você pensar naquela pessoa expresse perdão a ela.

O terceiro exercício para ajudá-lo a liberar parte de sua raiva e mágoa é mais divertido.

Pegue uma dúzia de ovos. Ou talvez duas ou três dúzias.

Encontre um espaço vago, um beco ou, pelo menos, algum lugar onde você possa limpar a sujeira.

Segure cada ovo na sua mão e imagine que toda a dor, raiva, desapontamento, frustração, ódio, fúria, etc., está nesse ovo.

Então atire contra algo duro.

Ouça, sinta e experimente o belo som splat que ele faz em contato com essa superfície dura.

Permita que as emoções que você põe nesse ovo sejam liberadas de seu corpo e de sua aura.

Sua tarefa esta semana é olhar para as áreas em sua vida onde você está retendo o perdão.

Sobretudo, faça os exercícios para liberar seus ressentimentos e dê a si mesmo o presente do perdão.

Posteriormente procure praticar também a meditação ho’oponopono que pode lhe auxiliar muito para que você libere perdão a si mesmo e aos outros.

P.S.: Confira este mini curso online e gratuito pode lhe auxiliar a liberar o perdão, desvencilhar-se de crenças negativas e muitos mais, inscreva-se aqui.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!